0
Imóveis favoritos
imóveis adicionados
Ver todos Sem Favoritos
0
Consultados
imóveis visualizados recentemente
Ver todos Sem Consultados
  • About Us
    06 abr 2020

    Turismo e Arrendamentos de Curto-Prazo

    About Us
Turismo e Arrendamentos de Curto-Prazo
O que esperar para o futuro das propriedades listadas no AirBnb e noutras plataformas de reservas?
Nas últimas semanas, empresas de todo o mundo passaram por alguns dos momentos mais difíceis e desafiantes desde a última crise financeira de 2008. As lojas estão fechadas, os mercados estão estagnados e a produção em quase todos os setores diminuiu significativamente. Com o passar dos dias, fica mais claro que a atual pandemia deixará um rastro de graves consequências em toda a economia. No entanto, há um setor em particular que parece estar a sofrer mais.

O turismo parou e, com ele, muitos negócios alimentados por turistas pararam também. As cidades estão vazias e os lugares que antes estavam lotados de visitantes estrangeiros estão agora desertos, o que nos leva a uma questão importante: o que acontecerá aos arrendamentos de curto prazo em plataformas como o AirBnb ou Booking.com?

Embora os números sejam ainda desconhecidos em Portugal, podemos tomar como exemplo os acontecimentos no resto do mundo. Conforme declarado numa publicação da New York Magazine, nos EUA "os proprietários começam a retirar as suas propriedades de sites de listagem de curto prazo como o AirBnb, colocando-os agora no mercado".

Para enfrentar a atual falta de procura nos arrendamentos de curta duração, os proprietários estão a disponibilizar os seus imóveis para arrendamentos de longo prazo, na esperança de manterem rendas estáveis, mesmo que mais baixas. "O aumento da oferta de imóveis para arrendamento e a concorrência nas cidades vão, presumivelmente, levar à redução dos preços. Mas ninguém está realmente interessado em mudar ou procurar um apartamento agora, então quem sabe se as novas unidades disponíveis vão ser alugadas".

Embora ainda seja cedo para tirar conclusões, uma coisa é certa: os proprietários precisam de ajustar a sua estratégia para manter as suas propriedades arrendadas, e uma maneira de o fazer, é disponibilizando-as no mercado de arrendamento. Alugueres de curto prazo vão sempre oferecer margens maiores, mas, por enquanto, são necessárias soluções alternativas.

Através da Nomad City Flats, a Real Estate Boutique gerencia cerca de 50 apartamentos para arrendamentos de curto prazo. Desde o início da crise do Covid-19, temos conseguimos manter taxas de ocupação de 50%, permitindo que os proprietários mantenham uma receita mais baixa, mas constante. Se pretender saber mais sobre os nossos apartamentos ou serviços, envie-nos uma mensagem para info@realestateboutique.pt ou contacte um dos nossos Private Brokers.

Fonte: (Revista New York, 2020)
Partilhar nas redes sociais